A WTM Latin America 2019 está oficialmente aberta. A feira, a maior de turismo da América Latina que chega a sua 7a edição, estará aberta para negócios a partir desta terça-feira (2) até a quinta (4), no expo Center Norte, em São Paulo, reunindo 600 expositores de mais de 50 países, buscando superar a meta de 8 mil participantes registrados em 2018.

Desde a sua 1a edição, em 2013, a WTM Latin America movimentou cerca de US$ 2 bilhões. Neste ano, dentre as maiores novidades da feira estão a chegada dos painéis de tecnologia do Travel Forward e novos expositores internacionais, reforçando a representatividade da feira para o mercado externo.

Além disso, a WTM-LA comemora o retorno da Guatemala dentre outros destinos nacionais, como Búzios (RJ). Contudo, de acordo com Luciane Leite, diretora do evento, a organização contou com desafios que precisam ser contornados.

“Alguns expositores diminuíram o tamanho, outros estão expondo de forma cooperada além de outros que não puderam participar. Porém, fizemos o melhor, mesmo com todas as circunstâncias atuais, e entregamos este grande resultado. São os desafios que promovem a superação”, afirmou.

Fernando Fischer (Reed), Claude Blanc e Luciane Leite (WTM), durante a abertura da feira
Fernando Fischer (Reed), Claude Blanc e Luciane Leite (WTM), durante a abertura da feira

Luciane também salientou que nesse ano os negócios deverão ser o foco dos 750 agentes de viagens esperados. Assim, os profissionais deverão fazer ao menso três reuniões com expositores da WTM, totalizando cerca de 2,4 reuniões até quinta.

“Desde 2013, quando chegamos a América Latina, notamos que a região cresceu com o turismo. Assim, até 2028, a estimativa é que o continente movimente cerca de US$ 10,5 bilhões com a indústria do turismo”, apontou Claude Blanc, diretor de portfólio da WTM.


LEIA MAIS

+ Chile tem alta de 8,1% de brasileiros e aposta em cinco destinos para WTM

+ Skål São Paulo irá homenagear Raffaele Cecere na WTM Latin America

+ Equador trabalha promoção do país durante WTM Latin America

O secretário de estado de turismo, Vinicius Lummertz, reforçou, novamente, a adoção de pautas liberais para “desestatizar” o turismo e tirar o estado “do caminho”, lembrando, inclusive, da redução de ICMS do querosene da aviação em São Paulo.

O ministro do turismo, Marcelo Álvaro Antonio, salientou a necessidade de reformas liberais na economia
O ministro do turismo, Marcelo Álvaro Antonio, salientou a necessidade de reformas liberais na economia (Foto: Ana Azevedo)

“O turismo tem crescido mais que a economia brasileira. Precisamos libertar o turismo brasileiro e tirar o estado da frente. A isenção de vistos foi um exemplo disso e precisa do apoio de todos para que não haja reversão e sempre buscar melhorar o ambiente de negócios”, apontou o secretário.

De acordo com o Ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, estar na WTM é importante para mostrar ao mundo o novo momento liberal do Brasil, estando aberto ao capital estrangeiro, implantando de vez uma economia aberta.

“Bolsonaro instruiu que cada ministro identifique quais portarias impedem o crescimento de nosso país, para que façamos um ‘revogasso’ em breve. O turismo entra de vez na agenda prioritária do governo federal”, destacou.

O post WTM Latin America 2019 abre com foco reforçado nos negócios apareceu primeiro em Brasilturis Jornal – Tudo sobre o mercado de turismo no Brasil.