CEO da low cost afirmou que a taxa de crescimento de passageiros deve cair de 7% para 3% no ano fiscal 2021 caso as entregas previstas não sejam realizadas