Entre 2022 e 2027, a companhia aérea alemã ainda receberá 20 Boeing 787-9, além de outros 20 A350-900, em um investimento de cerca de US$ 12 bilhões