Cerca de dois terços da frota da companhia aérea em toda a América Latina será modernizada em um investimento de US$ 400 milhões.