EUA projetam que 97% dos aeroportos terão reconhecimento facial até 2023

O Departamento de Segurança Interna dos Estados Unidos afirma que mais de 97% dos seus aeroportos tecnologia de saída biométrica. Alfândega e Proteção de Fronteiras, que é o setor responsável, aliás, estabeleceu a meta para os próximos quatro anos.

Os planos para tal foram divulgados no Fiscal Year 2018 Entry/Exit Overstay Report. De acordo com ele, em setembro, 15 aeroportos já estavam usando o reconhecimento facial para confirmar os viajantes que deixam o país.


LEIA MAIS:
+ British Airways realiza embarque por biometria facial em Orlando (EUA)
+ GOL lança check-in por reconhecimento facial
+ KLM testa embarque com reconhecimento facial

As fotos são combinadas com imagens existentes de solicitações de passaporte, pedidos de visto ou interações com agentes em locais fronteiriços anteriores para identificar o viajante. Permitindo, assim, que a alfândega determine se o viajante cumpriu com os termos de admissão ou se ultrapassou o prazo.

Até o momento, a alfândega usou o sistema de reconhecimento facial em mais de dois milhões de passageiros. Foram mais de 15 mil voos e, ainda, confirmou que sete mil desses viajantes tinham seus vistos vencidos. Sem o sistema, esse tipo de verificação é feito com dados biográficos, como nome e número do passaporte.


Leia também:
Azul anuncia que irá operar voos em Guarujá e Araraquara; confira
Gol terá 104 voos extras para 21 destinos do Brasil na Páscoa

O post EUA projetam que 97% dos aeroportos terão reconhecimento facial até 2023 apareceu primeiro em Brasilturis Jornal – Tudo sobre o mercado de turismo no Brasil.