B737 Max-8 da Ethiopian Airlines voava ao Quênia; não há registro de sobreviventes