Aérea reforça que nenhuma venda foi concretizada