Castelo, porque é o bairro mais procurado de BH?

Caso esteja cogitando a hipótese de se mudar, com certeza, você pensou em qual seria o melhor bairro para você viver certo? E isso é um questionamento importante a se fazer já que é uma decisão para vida toda e precisa atender todas as suas necessidades e expectativas.

Em uma cidade grande como Belo Horizonte é natural que tenha grandes variedades de infraestrutura, custo de vida, vizinhança e segurança, logo a tarefa de encontrar a que se encaixa melhor no seu perfil é algo que se leva um certo tempo de pesquisa mas eu vou te ajudar em relação a isso, que tal procurar por apartamentos à venda em BH .

Vamos lá, nesse artigo vou mostrar um pouco sobre um dos melhores bairros de Belo Horizonte ideal para morar…

BAIRRO CASTELO

Castelo é considerado bairro de classe média de Belo Horizonte que teve como base na Fazenda dos Menezes que fazia o fornecimento de leite, frutas, legumes, hortaliças e verduras pelos seus arredores durante anos. Conforme o tempo foi passando a área urbana foi ganhando espaço até que os proprietários da fazenda começaram a vender lotes do terreno por volta de 1970 no que resultou no que temos hoje, um bairro com uma infraestrutura completa e de qualidade e apesar de estar longe do centro a mobilidade é de fácil acesso e bem tranquila para ir aos outros pontos, além de ter vários locais para tirar um lazer por ser o coração dos pontos turísticos de BH.

Comprar um imóvel no Castelo é a opção perfeita para quem está procurando uma região cheia de vida, os moradores estão sempre em movimento indo de um lugar ao outro devido a fácil locomoção e proximidade com os bairros vizinhos, além de estar em constante evolução por ser um bairro relativamente novo, favorecendo seus habitantes.

Se você é adepto a vida mais saudável aproveite os parques e jardins para dar aquela caminhada matinal e ir para as academias que ficam próximas dessas áreas. Castelo conta com a maior reserva arborizada de Belo Horizonte cuja grande parte está localizada no Parque Municipal Usina de Andrade Melo, onde a população aproveita para fazer suas atividades físicas com bastante frequência e fazem passeios em família usufruindo de seus 307 mil metros quadrados.

Um outro ponto interessante é que embora tenha um grande fluxo de pessoas transitando, é um local de grande tranquilidade. Castelo não é um bairro noturno, ou seja, não tem muitos locais onde se possa ir para curtir a noite já que é um ambiente mais familiar, os locais para onde pode se ir para relaxar e distrair a mente são os pontos turísticos, restaurantes, parques e etc… que funcionam mais durante o dia, mas caso você goste de um programa a noite não há com o que se preocupar! A região é vizinha do Ouro Preto, onde a noite é uma criança, principalmente na Avenida Fleming, dona de um amplo leque de bares e restaurantes para todos os gostos.

Serviços

O comércio da região é bem abundante por conta dele ser um bairro residencial por tanto você pode contar com vários supermercados para comprar os mantimentos, produtos de higiene e limpeza da casa, opções de farmácias, padarias, restaurantes, academias, fast-food, pizzarias e outros comércios.

Transporte

Há vários meios de locomoção como os táxis, ônibus e caso você possua uma automóvel, as ruas são espaçosas, o que ajuda muito no trânsito.

A região fica realmente afastada do centro da capital de BH mas essa questão se torna irrelevante tendo em mente que o transporte público disponibilizado aos moradores é visitantes é de fácil acesso.

Educação

Para quem ainda está estudando ou tem filhos possuir um apartamento no Castelo sai como algo muito vantajoso.

Em relação ao perigo dos pequenos ficarem percorrendo longas distâncias, pode se tranquilizar, não há a necessidade de vocês atravessarem a cidade de Belo Horizonte atrás de uma boa instituição de ensino, ela está do seu lado! E a tendência é aumentar ainda mais a quantidade de escolas já que a quantia de crianças novas no bairro está crescendo.

Curiosidade: Sabe por qual razão o bairro ganhou o nome de Castelo?

Segundo o antigo diretor da Cinova, Lúcio S. Assunção, Castelo foi urbanizado durante o período do regime militar aqui no Brasil, e como os donos da Fazenda dos Menezes tinha uma influência grande sobre a cidade de BH, devido a importância das atividades prestadas no setor pecuário à ditadura, optaram pelo nome de Castelo Branco mas não sabiam ao certo se iria ser uma boa ideia, então eles juntos a equipe da Cinova decidiram deixar o nome somente como Castelo.

Fonte autor: Gabriella Majewski

Comida di Buteco

Como participar do comida di buteco BH?

Você já ouviu falar sobre o comida di buteco? Ele é um concurso gastronômico que surgiu no ano de 1999 na cidade de Belo Horizonte e está presente em 21 cidades do país.

Veja também: 10 Melhores lugares para sair e paquerar em BH.

Os botecos participantes criam petiscos especiais para o concurso que é experimentado e votado pelo público e pelo júri, ambos com o peso de 50%.

Ele reúne diversos botecos para uma competição saudável, onde a maior diversão é participar. Cada cidade elege o seu campeão e, depois, o campeão do país.

O concurso incentiva a simplicidade, originalidade e autenticidade dos pratos e estabelecimentos. Ele ganhou bastante prestígio ao longo de sua trajetória e isso proporcionou muita visibilidade para os estabelecimentos participantes.

Quer saber como participar do comida di buteco? Continue a leitura e confira as principais regras.

Como participar do comida di buteco

Para participar do concurso Comida di Buteco, os botecos precisam ser indicados e selecionados pela equipe de organização do concurso. Essa seleção ocorre com um ano de antecedência.

Você pode indicar ou consultar a lista de participantes pelo site do concurso ou baixando o aplicativo.

O link para acesso é http://www.comidadibuteco.com.br/contato/

Feito as indicações, a produção do concurso realiza visitas aos botecos e faz avaliações sobre a responsabilidade e participação do proprietário do negócio, bem como do ambiente, cardápio, localização, higiene e vários outros fatores.

É uma análise bem precisa e minuciosa, pois o concurso tem um perfil de participantes bem específico, logo, todos os participantes precisam se adequar.

Se você quiser se preparar para participar do Comida di Buteco, o ideal é conferir todas as regras e requisitos para facilitar e fazer com que o seu boteco seja escolhido. Essas informações estão no site citado acima.

O boteco escolhido é posteriormente convidado a participar daquela edição do concurso e recebe todas as instruções para sua realização. As vagas são limitadas, bastante disputadas e os estabelecimentos não pagam para participar.

Cada boteco cria um petisco especial para o concurso e ele fica disponível no cardápio para que os clientes e jurados possam degustar e votar no seu preferido. Esses pratos são feitos com muito carinho e personalizados para te proporcionar a melhor experiência possível.

Os critérios avaliados são 4: Petisco, atendimento, higiene e temperatura da bebida e a nota varia de 1 a 10. A duração do concurso é de um mês e após escolhidos os vencedores de cada cidade, se inicia a competição pelo prêmio nacional.

O prêmio nacional é disputado entre os vencedores de cada cidade, no mesmo formato do prêmio das cidades. Os jurados e participantes visitam todos os estabelecimentos e votam com as mesmas regras.

Cabe ressaltar que a votação é de responsabilidade de uma empresa especializada e confiável.

3 últimos ganhadores do comida di buteco BH

Ganhador de 2019: O bar Tanganica Art Bar

O mais recente vencedor do concurso Comida di Buteco, em 2019, foi o bar Tanganica Art Bar e ele teve a honra de vencer o prêmio especial de 20 anos do concurso, que fora criado em 1999. O concurso teve a presença de 52 botecos participantes.

O prato que recebeu o prêmio foi o “Vegano Di Buteco”, que é feito à base de berinjela recheado com funghi e shitake, servido com pururuca e molho madeira vegano. 

Comida di buteco
Foto: Site do Comida di buteco

Ganhador de 2018: Bar Bambu

O Bar Bambu foi o vencedor da edição de 2018, com o prato “Pirô na batatinha“, feito de Batata recheada com lombo assado e desfiado com requeijão cremoso e regado com molho barbecue. Delícia, não é?

O Bar Bambu está localizado no bairro Salgado Filho e ganhou o prêmio de melhor boteco de BH, em sua primeira participação. 

Bar bambu
Foto: Site do Comida di buteco

Ganhador de 2017: Bar Retrô Botequim Temático

O vencedor de 2017 foi o bar Botequim Temático com o prato “Ossobuco du Retrô” que é um ossobuco italiano com molho retrô mineiro, servido com guisado de quinoa peruana e torradas.

O tema das receitas desse ano foi “cereais” e o boteco participou pela primeira vez no concurso e alcançou esse prêmio tão almejado.

A cidade de Belo Horizonte é a grande responsável por todo o sucesso desse concurso, pois foi lá que esse fenômeno começou.

Na região de BH você encontra dezenas de botecos que já participaram do concurso e maioria deles ganhou muita visibilidade e se tornou referência no assunto.

Vários desses bares possuem no seu cardápio as opções dos seus pratos que participaram de edições anteriores do concurso.

Não deixe de conhecê-los e apreciar a sua culinária raiz, além de poder experimentar os pratos ganhadores ou participantes da competição.

Entenda os nomes dos pratos da culinária japonesa

Entenda os nomes dos pratos da culinária japonesa

A culinária japonesa (was 食, washoku) oferece uma abundância de delícias gastronômicas com uma variedade ilimitada de pratos regionais e sazonais.

Os restaurantes no Japão variam de barracas de comida móvel a ryotei com séculos de idade, bebedouros atmosféricos, terraços sobre rios, lojas de cadeias baratas e restaurantes temáticos exclusivos sobre ninjas e robôs.

Com tanta variedade em sua culinária é comum você ficar um pouco perdido com os nomes dos pratos japoneses.

Pensando em te ajudar, separamos um pequeno glossário para você entender os nomes dos pratos da culinária japonesa.

Sushi – 寿司

O sushi é um dos primeiros alimentos que nos lembram quando pensamos na culinária japonesa.

Essa iguaria foi um dos primeiros pratos japoneses a serem exportados para os EUA após a Restauração Meiji em 1868 e, desde então, sua popularidade aumentou ano após ano.

A palavra sushi refere-se a qualquer prato feito com arroz japonês temperado com vinagre de arroz.

Variedades comuns de sushi incluem makizushi (arroz de sushi e recheios enrolados em alga nori), sushi nigiri (montes de arroz de sushi em forma de mordida com fatias únicas de peixe cru ou similar envolto por cima) e inarizushi (arroz de sushi recheado dentro bolsos de inari; um tipo de tofu frito temperado).

Udon – うどん

Uma das três principais variedades de macarrão comidas no Japão; O macarrão udon é espesso, mastigável e tradicionalmente feito de farinha de trigo e água salgada.

O Udon pode ser servido de várias maneiras diferentes (misturado em frituras, adicionado a panelas quentes, servido frio com uma   base de sopa de tsuyu ou tentsuyu ao lado para mergulhar), mas é mais comumente usado em sopas de macarrão, onde são servidas em um caldo de sopa saboroso com diferentes guarnições.

Alguns dos pratos mais comuns de sopa de macarrão de udon incluem kitsune udon (‘fox udon’, coberto com tofu frito aburaage), tempura udon (coberto com legumes e frutos do mar temperados com tempura) e chikara udon (‘power udon’, coberto com bolos de arroz mochi grelhados).

Tofu – 豆腐

Embora o tofu seja considerado principalmente nos países ocidentais como um alimento saudável ou uma alternativa vegetariana, em países do sudeste asiático como o Japão, o tofu (particularmente o tofu de seda) é apreciado por todos e é uma parte comum da dieta tradicional.

Para responder à pergunta “o que é tofu?”, ele é leite de soja que foi coagulado, com a coalhada resultante pressionada em blocos.

Esses blocos vêm em diferentes níveis de firmeza e podem ser comidos crus (talvez com algumas guarnições salgadas), cozidos em panelas quentes ou fritos em pedaços saborosos de aburaage e usados ​​como enfeite.

Tempura – 天 ぷ ら

Se você gosta de frituras crocantes, vai adorar tempura. Tempura são pedaços ou fatias de carne, peixe e / ou legumes que foram cobertos por uma massa especial de tempura e fritos até ficarem crocantes e dourados.

Ao contrário dos nossos alimentos empanados e fritos, onde os alimentos agredidos tendem a ser feitos com carnes e peixes, o tempura costuma ser feito com pequenos moluscos como camarões ou vegetais como feijão verde, abóbora, rabanete daikon mooli e batata-doce.

O tempura pode ser comido por si só (talvez com um pouco de daikon ralado e um pequeno prato de tsuyu para mergulhar) ou servido em cima de tigelas de arroz ou sopas de macarrão.

Sashimi – 刺身

Possivelmente um dos pratos mais controversos de toda a culinária japonesa, o sashimi é peixe ou carne crua que foi cortada em fatias finas e normalmente é servida com rabanete daikon, gengibre em conserva, wasabi e molho de soja.

O sashimi difere do sushi, pois todo o sushi é feito com arroz vinagre e nem sempre contém peixe cru, enquanto o sashimi é quase exclusivamente peixe cru e nunca é servido com arroz.

O peixe usado para fazer sashimi deve ser o mais fresco possível, tanto para minimizar o risco de contaminação quanto porque o peixe mais fresco contribui para o sashimi mais saboroso.

Ramen – ラ ー メ ン

O ramen é um prato de sopa de macarrão composto por macarrão de trigo (também conhecido como “macarrão ramen”), um caldo saboroso (molho de soja, sal, missô e osso de porco tonkotsu são as quatro principais bases de caldo de ramen) e coberturas de carne, proteína, e / ou vegetais como carne de porco fatiada, alga nori, cebolinha, brotos de bambu e outros.

O Ramen é uma das iguarias favoritas absolutas do Japão atual, custando muito pouco e sendo amplamente disponível em restaurantes e bares ramen (que estão em quase todas as esquinas). De fato, o ramen japonês é tão popular que existe um museu / parque de diversões com tema de ramen em Tóquio.

Assim, esses são alguns dos principais nomes da culinária japonesa e suas devidas explicações para sanar um pouco da sua curiosidade sobre esta vasta cultura.

Milhas aéreas

7 Dicas para acumular milhas aéreas

Acumular milhas foi um ato que se tornou revolucionário na vida de muitas pessoas.

Através delas, é possível fazer viagens promocionais gastando muito menos, realizando sonhos de conhecer novos lugares ou até facilitando aquela reunião de negócios urgente. No entanto, muitas pessoas ainda consideram um mistério os métodos de acúmulo e não entendem muito bem como fazer para atingir grandes números.

Dessa forma, separamos aqui 7 novas dicas para acumular milhas e facilitar seu orçamento. Acompanhe abaixo!

Boletos bancários

O método mais comum de acumular milhas aéreas é com o uso do cartão de crédito. A grande maioria das operadoras oferece essa função e a vende de maneira bastante efetiva.

No entanto, você já pensou em ganhar milhas também com os boletos? Muitas vezes nos esquecemos, mas é possível fazer o pagamento deles através do cartão. Sendo assim, sempre que tiver a oportunidade, passe-os no crédito e acumule seus pontos. 

Faça do seu cartão o seu melhor amigo

Não importa qual seja a compra, passe-a no cartão. Com esse simples ato você vai perceber suas milhas se multiplicando rapidamente. Gasolina, compras no mercado, serviços de streaming… Todo real conta e importa.

Aplicativos de exercícios

Essa com toda a certeza é uma novidade para você. Grande parte das pessoas não sabe, mas é possível acumular pontos através de um aplicativo de exercícios físicos chamado Heartbit. Os pontos são patrocinados e recompensados nos principais programas de fidelidade ativos no Brasil.

Clube de Milhas

Uma forma um pouco diferente, mas bem efetiva e compensadora para quem está sempre viajando de avião.

No Clube de Milhas você paga um valor mensal e recebe um grande número de milhas por isso. Ademais, também existem outros benefícios como promoções exclusivas, pacotes promocionais e maior validade dos pontos adquiridos.

Os planos disponíveis são muitos e cabem em todos os bolsos. Sendo assim, vale fazer uma boa análise prévia das opções para entender aquela que mais se encaixa com a sua necessidade.

Conheça também sites como o Max Milhas

Aplicativo de transportes

O Uber já é parte ativa da vida de muitas pessoas. Ele oferece baixo investimento, agilidade e praticidade para quem precisa chegar rápido em algum lugar. Mas você sabia que ele também pode te ajudar com o acúmulo de milhas?

Em parceria com a Smiles, o Uber oferece acúmulo de milhas conforme o número de viagens realizadas. Ou seja, andando pela cidade você consegue um jeito de passear para lugares mais longes e de maneira bem barata.

Viaje

Pode parecer absurdo, mas é bem fácil acumular milhas através de viagens aéreas. No entanto, é preciso estar cadastrado no programa de fidelidade da empresa.

A grande maioria das companhias oferece milhas como “recompensa” referente a escolha da viagem. Em muitas, os trechos voando são transformados diretamente em pontos. Sendo assim, durante a viagem atual você pode ganhar milhas para economizar ainda mais nas próximas.

Compre em lojas parceiras

Quase todos os programas de acúmulo de milhas são conveniados com alguma loja parceira. Sendo assim, quando precisar adquirir um produto, verifique se ele está disponível em alguma empresa associada do programa.

Mesmo que você não faça parte do grupo que está constantemente viajando de avião, acumular milhas pode ser uma ótima vantagem. Sendo assim, comece hoje mesmo a seguir essas dicas e garanta as suas. Com simples atitudes do dia a dia você pode fazer grandes viagens e economizar muito!